Seguidores

domingo, 8 de fevereiro de 2009

video

Amigos,

Tive o prazer de voar um DC-3 como esse do vídeo. Era engraçado quando a gente estava nos aeroportos da vida, os tripulantes de jatos como Boeing-737 e 727 saíam de seus postos para "visitar" a cabine do nosso "Dakota". Esse modelo de avião tornou-se uma lenda, pela robustez, versatilidade e confiabilidade. Puxado por 2.400 HP, gerados por 2 motores Pratt&Whitney radiais de 14 cilindros cada, com deslocamento de 1.800 polegadas cúbicas. Consumo? 360 litros/hora, em cruzeiro. Dava pra 8 horas de vôo, já que o bichão carregava 3.000 litros de gasosa nos 4 tanques das asas. Muita saudade dessa máquina...

7 comentários:

Helio Herbert disse...

Pé muito legal essa postagem,quando você tiver um tempinho entre no site do museu do Eduardo Matarazzo,acho que é museu de autos antigos de Bebedouro,você vai achar...Lá tem alguns aviões antigos muito legal,vale a visita.

Pé de Chumbo disse...

Um agradecimento muito especial ao Saloma, que veio no blog, olhou, pediu a foto da testeira e "ajeitou" a bagaça!
Agora ficou bonito!!!
Brigadão, Saloma.
E apareça sempre, é bem vindo!

LP560.4 disse...

MAJESTOSO!!!

A palavra que encontro para qualificar um DOUGLAS!

Lembro, a não muito tempo, pela extinta VASP, entrei em DC-10, que fazia a rota MONTEVIDÉU(MVD)/BUENOS AIRES(EZE), (não me pergunte como era essa trapalhada aérea da rota, nunca entendi) enfim, alçei ao possante em POA e fui até FOZ, por exatos 1:40h, (apezar da condição precaria que se encontrava o aparelho) senti masmo assim como se estivesse em um ROLL'S ROICE, ares...
Melhor que esta só quando de POA até GUARULHOS, consegui de certa forma que me colocassem a bordo de um MD-11(para mim, o melhor 'PASSARO DE AÇO" feito até hoje) ele fazia a rota POA/CDG, saindo as 18:15hs, fazendo escala em SAO PAULO e RIO seguindo para o destino, quando desci daquele que para mim é o mais confortavel, mais exuberante, mais imponente que ja fora construido, pensei comigo mesmo, "sorte de quem continua a bordo de tal aeronave,não por estarem indo a um lugar tambem igualmente charmoso, mas sim por estarem embarcados, no que para mim é o ROLL'S ROICE doas ares!!!

Abraços!!!

LP560.4 disse...

Ah!! a compania era a VARIG!!

Felipão disse...

Que classe desse DC-3. Infelizmente, nunca voei num desses...

M disse...

Oi Pé !
Cheguei a voar no DC3. E até no Skandia !
Mas hoje, 360 litros/hora quebram qualquer um !
Há alguns DC3 em "maiami", em que substituiram os radiais por turbinas. Dizem que fica ótimo.
Abraços

Pé de Chumbo disse...

Sei. Mas ficam feios pra carai, e o custo da troca é proibitivo: US$ 500,000.00, por baixo. A autonomia cai de 8 para quatro horas, a um cruzeiro de 410 km/h, o que dá uma esticada de 1.600 km.(pra cair seco). Com os motores originais, a velocidade é de 270 Km/h, dá pra voar 2.100 km direto...